Tratamento com estrogênio pode reduzir mortes por COVID-19, indica estudo

Uma revisão recente com dados de 38 países indicou, também, uma mortalidade maior em homens do que em mulheres.

Cognys

  • 18/05/2022
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
A terapia de reposição de estrogênio foi associada a uma redução de 22% na mortalidade pela COVID-19. (Fonte: iStock)

Segundo um estudo publicado na terça-feira (17) em uma renomada revista científica, o tratamento com o hormônio feminino estrogênio seis meses após o diagnóstico de COVID-19 pode reduzir o risco de morte pela doença. Segundo os cientistas, a vantagem ligada ao hormônio é indício de que as mulheres possuem menos chances de desenvolverem complicações da infecção pelo vírus.

De acordo com o novo estudo, os cientistas analisaram um grupo de 1,8 milhões de mulheres maiores de 18 anos, na Inglaterra. Os dados indicaram que foram registrados 5,4 mil casos de COVID-19 entre as participantes, com a terapia de reposição de estrogênio sendo associada a uma redução de 22% na mortalidade pela doença.

Os cientistas acreditam que o estrogênio oferece um efeito protetor contra a COVID-19 grave. “Esperamos que este estudo possa tranquilizar pacientes e médicos de que não há indicação para interromper a terapia de reposição hormonal por causa da pandemia”, afirma Christopher Wilcox, um dos autores do artigo.

Link da notícia completa, clique aqui.

fonte: Revista Galileu