Covaxin tem eficácia menor contra COVID-19 do que apontada em estudos clínicos

Estudo realizado com 2.714 servidores na Índia aponta que mais da metade testou positivo para a COVID-19.

Cognys

  • 24/11/2021
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
A efetividade ajustada do imunizante após duas doses da Covaxin foi de 50%. (Fonte: iStock)

Sendo liberada em janeiro para uso emergencial na Índia, a BBV152, imunizante popularmente conhecida como Covaxin, tem efetividade de 50% para casos sintomáticos da COVID-19, apontou a primeira pesquisa com dados do mundo real. 

Realizada com aproximadamente 2,7 mil profissionais da saúde do AIIMS, centro de tratamento da COVID-19 em Nova Délhi, na Índia, o artigo publicado em revista científica apontou uma eficácia menor que a recomendada pelos ensaios clínicos de fase 3, que é de 78%. No estudo, mais da metade dos participantes testou positivo para a COVID-19.

A efetividade ajustada do imunizante após duas doses da Covaxin foi de 50% e continuou estável durante o período de acompanhamento, de sete semanas. Para Parul Kodan, professor-assistente de medicina do AIIMS: “Mais pesquisas são necessárias para entender melhor como essas descobertas se traduzem na eficácia do BBV152 contra a delta e outras variantes preocupantes, especialmente relacionadas a infecções graves de covid-19, hospitalizações e mortes”, ponderou.

Link da notícia completa, clique aqui.

COGNYS
MEDICINA
pesquisa
covid19
covaxin
fonte: Correio Braziliense