Casos da COVID-19 aumenta em 23% nas Américas, destaca a OPAS

Alta é majoritariamente puxada por Canadá e Estados Unidos, mas Bolívia, Equador e Paraguai registraram fortes picos.

Cognys

  • 25/11/2021
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
A América do Norte contém a maior parte desses novos contágios, com aumentos no Canadá e Estados Unidos. (Fonte: iStock)

Nesta quarta-feira (24), a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) apontou um aumento de 23% no número de casos da COVID-19 na última semana no continente americano, sendo a maioria nos Estados Unidos e Canadá. No entanto, a OPAS também alertou para fortes picos na Bolívia, Equador e Paraguai.

A América do Norte contém a maior parte desses novos contágios, com as infecções duplicaram e triplicaram nos territórios canadenses de Yukon e Noroeste na última semana. Na América do Sul, com exceção do Brasil, Suriname e Venezuela, todos os países apontaram maior incidência da COVID-19. As maiores altas foram identificadas no Equador e no Paraguai, além de um aumento de 400% no departamento boliviano de Santa Cruz, ao qual a OPAS atribuiu às greves e protestos recentes. 

Nessa perspectiva, Carissa Etienne, diretora da OPAS, deu foco à situação da Europa, onde pontos de baixa vacinação e o relaxamento das medidas de prevenção geraram um aumento significativo das infecções. "Ao longo desta pandemia, a Europa tem sido uma janela do futuro para as Américas. Já vimos mais de uma vez como a dinâmica da infecção na Europa se reflete aqui algumas semanas depois", destaca. Etienne também acrescentou que: “O  futuro se abre diante de nós e deve servir de alerta para a nossa região, porque somos ainda mais vulneráveis".

Link da notícia completa, clique aqui.

COGNYS
MEDICINA
pesquisa
covid19
fonte: Correio Braziliense